Pandemia

Hamsters infetados com covid, dois mil vão ser abatidos em Hong Kong

Hamsters infetados com covid, dois mil vão ser abatidos em Hong Kong

As autoridades de Hong Kong vão abater cerca de dois mil hamsters depois de vários pequenos roedores terem testado positivo à covid-19 numa loja de animais onde trabalhava um funcionário infetado com o novo coronavírus.

Apesar de as autoridades reconhecerem que não existem "provas" de que estes animais de estimação possam transmitir o coronavírus SARS-CoV-2 aos humanos, a decisão foi tomada como medida de precaução.

A venda e importação de hamsters também vão ser suspensas na cidade.

Os clientes que compraram hamsters na loja em questão após o dia 7 de janeiro serão procurados e deverão ser sujeitos a uma quarentena obrigatória, tendo ainda de entregar os animais às autoridades para serem abatidos.

As autoridades anunciaram que todas as lojas de animais que vendem hamsters em Hong Kong devem suspender a comercialização.

Os clientes que compraram hamsters em Hong Kong a partir de 22 de dezembro também estarão sujeitos a testes obrigatórios e serão aconselhados a não conviver com ninguém até que tenham o diagnóstico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG