Migrações

Dois naufrágios na costa da Líbia provocam quase cem mortos num dia

Dois naufrágios na costa da Líbia provocam quase cem mortos num dia

Um naufrágio ao largo da costa da Líbia provocou esta sexta-feira 20 mortos, horas depois de um outro ter feito 74 mortos, anunciou a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF).

As equipas da MSF na cidade de Sorman (nordeste) "ajudaram hoje três mulheres, as únicas sobreviventes do naufrágio onde 20 pessoas morreram afogadas", disse a organização não governamental, na sua conta da rede social Twitter.

"Resgatadas pelos pescadores locais, as mulheres estavam em estado de choque e apavoradas, depois de verem os seus familiares desaparecerem sob as ondas ou morrerem à sua frente", descreveu a Médicos Sem Fronteiras.

Pouco antes, a Organização Internacional para as Migrações (IOM) tinha divulgado que pelo menos 74 pessoas morreram num naufrágio perto de Khoms, uma cidade costeira da Líbia, a cerca de 180 quilómetros de Sorman, enquanto 47 sobreviventes foram levados para a costa pela Guarda Costeira da Líbia e por pescadores.

Desde o início do ano, mais de 11 mil pessoas que tentavam sair do país atravessando o Mediterrâneo foram devolvidas à Líbia, "correndo o risco de expô-las a violações dos direitos humanos, detenções, abusos, tráfico (de pessoas) e exploração", denunciou a OIM.

A Líbia está mergulhada no caos desde a queda do regime de Muammar Kadafi, em 2011, mantendo-se dividida entre duas autoridades rivais: o Governo de Unidade Nacional (GNA), com sede na ocidental Trípoli e reconhecido pela ONU, e um poder personificado por Khalifa Haftar, homem forte na zona oriental.

PUB

Apesar da insegurança constante em que o país vive desde 2011, este país do norte da África continua a ser um importante ponto de trânsito de migrantes - na sua maioria africanos - que tentam chegar à Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG