O Jogo ao Vivo

Venezuela

Dois sargentos da Guarda Nacional desertam e pedem refúgio no Brasil

Dois sargentos da Guarda Nacional desertam e pedem refúgio no Brasil

Dois sargentos da Guarda Nacional desertaram este domingo e pediram refúgio na cidade brasileira de Pacaraima, após um conflito com manifestantes que protestavam a favor da entrada de ajuda humanitária na Venezuela na fronteira.

Segundo informações do coordenador adjunto da Operação Acolhida e coronel do Exército brasileiro, Georges Feres Kanaan, os dois sargentos chegaram ao posto de triagem da Operação Acolhida, que recebe os refugiados e imigrantes venezuelanos no Brasil, por volta das 21 horas de sábado (1 hora deste domingo em Portugal continental).

"Eles estavam uniformizados, são dois sargentos da Guarda Nacional. Entraram aqui e solicitaram refúgio (...) Demos a eles o tratamento normal, igual ao que damos para qualquer venezuelano que nos pede refúgio", informou o coronel Kanaan.

Os dois militares "disseram que estavam na manifestação - ocorrida na fronteira do Nrasil com a Venezuela no sábado - e que não estavam com armamento letal", acrescentou.

No sábado, as forças leais ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, impediram a entrada no país de ajuda humanitária pelas fronteiras terrestres com a Colômbia e o Brasil.

O dia ficou marcado por atos violentos na chegada de ajuda humanitária, com camiões incendiados na fronteira com a Colômbia e outros a regressar ao Brasil, registando-se pelo menos quatro mortos em confrontos e 285 feridos, e deserções entre as forças venezuelanas.