Violência

Dois tiroteios causam três mortos e dois feridos nos EUA

Dois tiroteios causam três mortos e dois feridos nos EUA

Os EUA continuam a fazer jus à estatística que contabiliza mais tiroteios que dias do ano desde que 2022 começou. Nas últimas horas, três pessoas morreram várias ficaram feridas

Duas pessoas e um atirador morreram, na quinta-feira, num tiroteio à porta de uma igreja em Ames, no estado do Iowa, no centro dos Estados Unidos, disseram as autoridades.

O tiroteio ocorreu no exterior da igreja Cornerstone, nos arredores de Ames, a cerca de 48 quilómetros a norte de Des Moines, capital do estado, de acordo com o gabinete do xerife do condado de Story.

As autoridades não adiantaram pormenores sobre o tiroteio.

Num outro ataque armado, duas pessoas foram baleadas na quinta-feira num cemitério, a sul de Milwaukee, no estado de Wisconsin, na região centro-oeste dos Estados Unidos.

Vários tiros foram disparados por volta das 14.30 horas (20.30 em Portugal continental) no cemitério de Graceland, na cidade de Racine, a cerca de 50 quilómetros a sul de Milwaukee, de acordo com informações divulgadas pela polícia local nas redes sociais.

As autoridades policiais, que descreveram o ataque como crítico, indicaram que vários tiros foram disparados na direção do local onde decorria o funeral de Da'Shontay King, morto a tiro pela polícia de Racine há duas semanas.

PUB

O presidente da câmara de Racine, Cory Mason, disse ter pedido à polícia a imposição de um recolher obrigatório, a partir das 23 horas, para menores de 18 anos durante o fim de semana.

O ataque acontece um dia depois de um homem ter assassinado um cirurgião e outras três outras pessoas num consultório médico de Tulsa, no estado de Oklahoma (centro-oeste), e dos tiroteios de Uvalde (Texas) e de Buffalo (Nova Iorque).

De acordo com a organização sem fins lucrativos "Gun Violence Archive", desde o início de 2022 houve pelo menos 233 ataques armados. O calendário vai no 154.º dia do ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG