Tsunami

Tsunami no Japão afectou zonas a 40 km da costa

Tsunami no Japão afectou zonas a 40 km da costa

O governo do Japão revelou, terça-feira, que o maremoto do passado dia 11, que embateu no Nordeste do país, afectou zonas que estavam a mais de 40 quilómetros da costa, já que a água entrou no curso dos rios.

As ondas gigantescas, que chegaram a atingir 13 metros, causaram danos em pontos muito mais remotos do que a costa devido à subida do caudal dos vários rios, afirmou o ministério japonês dos Transportes.

O nível da água do rio Tone, na província de Chiba, elevou-se 30 centímetros e o estuário aumentou cerca de 44 km, enquanto o rio Kitakami (na província de Miyagi) aumentou o seu caudal em 11 cm e 49 km na sua foz.

As autoridades acreditam que os prejuízos poderiam ter sido ainda maiores se as comportas de alguns rios da costa leste, como o abundante Tone, não estivessem fechadas.

Os cientistas estimam que a 11 de Março chegaram à costa Leste do Japão sete tsunamis durante um período de seis horas, com ondas que chegaram a superar os 13 metros em alguns pontos, noticiou o diário Yomiuri.

As costas das províncias de Aomori, Iwate, Miyagi e Fukushima foram as mais afectadas e onde se registam a maior parte dos 11 mil mortos e mais de 17.259 desaparecidos confirmados no desastre.

O maremoto inundou 443 km quadrados nas quatro províncias, sendo que um quarto deste território estava ocupado por áreas comerciais e residenciais.

Na localidade de Higashi-Matsushima, em Miyagi, 63 por cento do território foi arrasado pelo tsunami, enquanto que metade de Otsuchi, em Iwate, sofreu a investida das ondas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG