Mundo

Doze explosões fazem 65 mortos e 190 feridos em Bagdade

Doze explosões fazem 65 mortos e 190 feridos em Bagdade

Pelo menos 65 pessoas morreram e 190 ficaram feridas devido a vários atentados à bomba no Iraque cair da noite, altura em que as ruas mais comerciais se enchem de pessoas.

De acordo com as forças de segurança e com as autoridades de saúde, houve doze explosões de carros armadilhados, sendo que duas ocorreram numa rua com muitas lojas numa zona central da capital iraquiana, Bagdade, a que muita gente, cumprindo o Ramadão, acorreu depois do anoitecer.

Na capital registou-se ainda a explosão de uma bomba colocada junto a uma estrada e uma outra a sul de Bagdade.

Os ataques deste sábado acontecem no dia a seguir a um bombista suicida ter morto 20 pessoas dentro de uma mesquita sunita a norte de Bagdade, contribuindo para o período mais violento desde 2008.

Mais de 500 pessoas morreram de forma violenta em todo o Iraque só neste mês, de acordo com uma contagem feita pela AFP com base em fontes médicas e de segurança.

O Iraque já enfrentou anos de ataques por militantes e extremistas, mas os analistas consideram que esta generalização do descontentamento entre os membros da minoria sunita contribui para os casos de violência.

Os iraquianos sunitas acusam o governo xiita de marginalizar a sua comunidade, incluindo a realização de prisões sem mandato e acusações de terrorismo.