República Democrática do Congo

"Drones" estreiam-se em missão da ONU

"Drones" estreiam-se em missão da ONU

As Nações Unidas apresentaram, esta terça-feira, oficialmente, em Goma, no leste da República Democrática do Congo, o primeiro avião não tripulado ("drone") utilizado por uma missão da ONU.

O aparelho, de fabrico italiano, descolou às 12.01 horas (10.01 horas em Portugal continental) do aeroporto de Goma, capital de província congolesa do Kivu do Norte, durante uma apresentação à imprensa, na presença do chefe das operações de manutenção da paz da ONU, Hervé Ladsous, e de vários diplomatas.

A Missão da ONU para a estabilização da RDC (Monusco) dispõe por agora de dois aviões não tripulados. Segundo um especialista militar em Kinshasa, os dois "drones" iniciaram os voos de ensaio no domingo.

Destinados ao reconhecimento, os "drones" devem permitir aos capacetes azuis vigiar a província do Kivu do Norte, onde atuam dezenas de grupos armados que a Monusco tem por mandato "neutralizar".

Devem ainda assegurar o controlo da fronteira entre a RDC e os dois países limítrofes do Kivu do Norte, o Uganda e o Ruanda, para evitar que estes prestem apoio a algumas milícias congolesas.

A Monusco irá ter no total cinco "drones" e conta, a partir de março, assegurar a vigilância aérea 24 horas por dia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG