Fenómeno

Eclipse solar total mergulhou a Antártida na escuridão

Eclipse solar total mergulhou a Antártida na escuridão

Um eclipse solar total mergulhou a Antártida na escuridão no início deste sábado num raro espetáculo astronómico.

"A visibilidade foi excelente", disse Raul Cordero, da Universidade de Santiago do Chile (USACH), que esteve no local para testemunhar o fenómeno. A fase do "anel de fogo" durou pouco mais de 40 segundos.

Os eclipses solares ocorrem quando a Lua passa entre o Sol e a Terra, lançando a sua sombra no nosso planeta. Para que o eclipse seja total, o Sol, a Lua e a Terra devem estar diretamente alinhados.

O eclipse solar total foi visto apenas na Antártida por um pequeno número de cientistas, especialistas e turistas - que pagaram cerca de 40 mil dólares (equivalente 35,4 mil euros) pelo privilégio.

Transmitido ao vivo pela NASA do acampamento Union Glacier na Antártida, o eclipse começou às 7 horas, quando a Lua se começou a mover na frente do Sol, e terminou às 8.06 horas.

O acampamento Union Glacier está situado a cerca de mil quilómetros a norte do Polo Sul.

PUB

De acordo com a NASA, um eclipse parcial também foi visível em partes do hemisfério sul, incluindo partes de Santa Helena, Namíbia, Lesoto, África do Sul, Chile, Nova Zelândia e Austrália.

O último eclipse solar total na Antártida ocorreu em 23 de novembro de 2003 e o próximo só acontecerá em 2039.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG