Alemanha

Editor-chefe do Bild demitido por conduta "incorreta" com outra jornalista

Editor-chefe do Bild demitido por conduta "incorreta" com outra jornalista

O grupo de imprensa Axel Springer anunciou, esta segunda-feira, a demissão do editor-chefe do jornal alemão "Bild", Julian Reichelt, acusado de "comportamento incorreto" num relacionamento amorosa com outra jornalista do meio de comunicação mais lido no país.

"Em recentes investigações jornalísticas, foram reveladas na imprensa novas evidências de má conduta de Julian Reichelt", revelou o grupo, em comunicado.

Os responsáveis do tabloide já tinham aberto uma investigação sobre este jornalista de 41 anos, suspeito de ter promovido mulheres com quem mantinha relações sexuais. Na ocasião, "admitiu misturar relações profissionais e privadas, mas negou" qualquer assédio, afirmou o grupo que o manteve no cargo.

Porém, a chefia do Axel Springer disse que "ficou claro que Julian Reichelt ainda não separa claramente os assuntos privados dos profissionais e que mentiu sobre o assunto perante o conselho de administração".

O jornal mais lido da Alemanha não especificou os factos "incorretos" atribuídos ao seu editor-chefe, figura polémica no mundo jornalístico. Uma investigação do "New York Times", publicada no domingo, pode ter influenciado a demissão. De acordo com o jornal americano, Reichelt promoveu uma jovem jornalista com quem teve um relacionamento amoroso a um cargo importante. "Se descobrirem que tenho um caso com uma estagiária, perderei o meu emprego", terá dito Julian Reichelt à jovem em novembro de 2016, de acordo com os relatos da jornalista à comissão interna de inquérito.

Reichelt será substituído por Johannes Boie, até então editor-chefe do semanário conservador "Welt am Sonntag".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG