Brasil

Eduardo Bolsonaro posa ao lado do pai no hospital com pistola à cintura

Eduardo Bolsonaro posa ao lado do pai no hospital com pistola à cintura

Eduardo Bolsonaro é o protagonista de mais um momento da presidência brasileira, que está a dar que falar no país. De visita ao pai, no hospital Vila Nova Star, onde foi operado, o terceiro filho de Jair Bolsonaro surge com uma pistola Glock à cintura, na fotografia que publicou do momento no Instagram.

"Tudo bem com JB @jairmessiasbolsonaro. Mais uma vez agradecemos a equipe médica que realizou a cirurgia e a todos que oraram, rezaram ou de alguma maneira enviaram energias positivas. Deu certo", escreveu na legenda da imagem onde surge um pose com a arma presa no cinto. Eduardo Bolsonaro é um entusiasta e colecionador de armas e é escrivão da Polícia Federal, pelo que tem licença de uso e porte de arma.

Sobre o caso, o hospital divulgou uma nota, reproduzida pelo jornal "Globo": "O Hospital Vila Nova Star acolhe integralmente a legislação legal brasileira. Cabe citar, além disso, que as normas de segurança que regem a internação do Senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro, neste hospital são de responsabilidade do Gabinete de Segurança Institucional, a quem o questionamento deve ser dirigido."

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi operado "com êxito" ao abdómen, a quarta cirurgia desde que foi esfaqueado há um ano, num comício.

A nova intervenção cirúrgica foi necessária para corrigir uma hérnia da incisão de sete centímetros de diâmetro que surgiu na sequência do enfraquecimento muscular provocado pelas anteriores operações.

Embora tenha sido considera uma intervenção cirúrgica de baixo risco e média complexidade, prolongou-se por cinco horas, quase o dobro do tempo previsto, segundo as mesmas fontes.