O Jogo ao Vivo

Índia

Elefante grávida morre depois de comer abacaxi com cartuxos de fogo de artifício no interior

Elefante grávida morre depois de comer abacaxi com cartuxos de fogo de artifício no interior

Uma elefante grávida morreu depois de comer um abacaxi cheio de cartuxos de fogos-de-artifício, em Querala, na Índia.

As autoridades indianas iniciaram uma investigação, depois de terem encontrado o animal sem vida nas águas da Floresta do Vale Silencioso de Querala, no passado dia 27 de maio.

De acordo com a informação avançada pela "Sky News", agricultores da zona colocaram cartuxos de fogo de artifício dentro de alimentos que plantam nos campos com o objetivo de afastar os javalis. Mas, a solução correu mal e matou um animal selvagem daquele país.

O guarda-florestal daquela floresta, Mohan Krishnan, fez parte da equipa de resgate da elefante e chegou a publicar nas redes sociais que "o animal confiava em toda a gente". "Quando o abacaxi que comeu explodiu, deve ter pensado no bebé que tinha na barriga e que daria a luz dali a 20 meses", acrescentou.

A fêmea elefante ficou gravemente ferida e não resistiu. Krishnan comentou na reportagem da "Sky News" que o elefante "nunca magoou um ser humano e não destruiu uma única casa da aldeia".