Exclusivo

Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional

Eleições em Castela Leão servem de ensaio nacional

Futuro da Direita e da Esquerda espanholas joga-se este domingo nas urnas. Resultados serão também teste ao efeito do aparecimento do movimento de protesto contra desertificação Espanha Esvaziada.

Castela e Leão vai este domingo às urnas para eleições antecipadas que podem marcar o futuro mais próximo da Direita e Esquerda espanholas. As eleições autonómicas, que pela primeira vez realizam-se apenas nesta região, transformaram-se num laboratório de experiências a nível nacional devido ao grande envolvimento durante a campanha tanto do primeiro-ministro Pedro Sánchez (PSOE), como do líder da oposição, Pablo Casado (PP).

A direita governa a região que faz fronteira com Portugal há 35 anos, mas o seu domínio poderá ser ameaçado pelo crescimento da extrema-direita que, segundo as últimas sondagens, deverá ser o próximo parceiro da coligação popular. "Se o PP quer governar vai ter que pactuar com o Vox, que se aproveita da população descontente para ganhar cada vez mais apoios e ter uma maior influência", explica ao JN, o politólogo Pedro Villanueva que acredita na soma de 41 deputados entre os dois partidos, o mínimo para ter maioria na Câmara.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG