Coreia do Sul

Embaixador belga instruído a regressar após conflito entre a mulher e um varredor de rua em Seul

Embaixador belga instruído a regressar após conflito entre a mulher e um varredor de rua em Seul

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Bélgica, ​​​​​​​Sophie Wilmès, ordenou esta terça-feira o regresso definitivo do embaixador belga em Seul, após um novo incidente envolvendo a mulher deste na capital sul-coreana.

Xiang Xueqiu, mulher do embaixador Peter Lescouhier, envolveu-se num conflito na segunda-feira de manhã com um varredor de rua num parque em Seul.

De acordo com o jornal 'online' Político, a embaixatriz desentendeu-se por não suportar ser incomodada pelo ruído do cabo de vassoura e a disputa agravou-se, apesar de não ter havido queixa da vítima, disse uma fonte diplomática belga.

"Perante esta nova situação (...), o gabinete da vice-primeira-ministra e chefe da diplomacia belga, Wilmès, anunciou em comunicado que instruiu o regresso definitivo do embaixador, com "encerramento de todos os negócios".

Sem comentar as circunstâncias do incidente, o Governo belga justificou esta decisão pelo desejo de a Bélgica "manter as excelentes relações com a República da Coreia".

Este foi o segundo incidente envolvendo a mulher do embaixador Lescouhier no espaço de três meses, em Seul.

Em abril, ela foi acusada pela polícia sul-coreana de espancar duas vendedoras que suspeitaram que ela teria furtado roupas numa loja.

PUB

O próprio embaixador lamentou o sucedido, classificando o caso de "inaceitável" e desculpando-se pela agressão de que a mulher fora autora, num episódio que causou forte polémica na Coreia do Sul, um país onde a lei é muito respeitada.

No final de maio, Sophie Wilmès já tinha anunciado que durante este verão colocaria um fim ao mandato de Peter Lescouhier, que está em Seul como embaixador desde 2018.

Lescouhier deveria regressar à Bélgica até ao final do mês, mas o conflito no parque deverá encurtar ainda mais a permanência do casal em Seul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG