Espanha

Embaixador britânico em Espanha procura mulher que o "salvou" em 1984

Embaixador britânico em Espanha procura mulher que o "salvou" em 1984

Hugh Elliott, nomeado embaixador em Madrid em agosto, fez uma visita ao norte de Espanha e parou em Burgos e recordou a primeira visita àquela cidade espanhola, onde chegou de comboio, sem dinheiro e à procura de uma bicicleta perdida.

Os tempos são de redes sociais e smartphones com câmaras de filmar potentes, por isso o embaixador britânico em Espanha, Hugh Elliott, recordou um episódio de uma era analógica gravando um vídeo que colocou no Twitter.

"Se ainda estás aqui, Lourdes, agradeço-te de novo e gostaria muito de te dizer obrigado pessoalmente", diz o embaixador britânico em Espanha, numa "selfie" em vídeo, filmado em frente à estação de comboios de Burgos.

Hugh Elliott recua até ao ano de 1984, quando a Internet era apenas uma experiência exclusiva entre universidades pioneiras, e Kodak era sinónimo de fotografias que eternizavam momentos, para recordar a primeira passagem por Burgos.

Numa viagem de bicicleta do Reino Unido até Santiago de Compostela, na Galiza, Elliott apanhou um comboio em Carcassone, no sul de França, para poupar tempo (e as pernas). Foi de ferrovia que chegou a Burgos, onde desembarcou apeado.

A bicicleta perdeu-se num dos vagões e Hugh Elliott viu-se sozinho, sem montada e de bolsos vazios, numa cidade estranha. "Estava em apuros, tinha muito pouco dinheiro e uma tenda de campanha", recorda o atual embaixador espanhol no vídeo.

A ideia de Elliott era alojar-se num parque de campismo nas imediações de Burgos. Sem bicicleta, os quilómetros que distavam das acomodações em meio natural pareceram-lhe demasiados e o bar estava ali à mão de semear.

"Fui a um bar para refletir", diz Elliott no vídeo. Conheceu um canadiano, que estava em Burgos para visitar a namorada, um jovem chamada Lourdes, a quem contou o que se passava.

"Quando chegou, não hesitou em convidar-me a ficar com ela e com o irmão num apartamento na cidade e voltar no dia seguinte para procurar a bicicleta", recorda Elliott. Foram precisos cinco dias e cinco noites até que o velocípede fosse recuperado.

"Estive cinco dias na casa dela, a comer em família, e não me deixaram pagar nada", recorda Hugh Elliott. "Em quantos países acolheriam um estrangeiro assim?"

Este episódio marca o início da paixão de Elliott por Espanha, convertida em amor no casamento com Maria Antónia, que conheceu em Salamanca, quando trabalhava como professor de inglês. Em terras de Cervantes nasceram também os dois filhos do atual embaixador britânico em Madrid.

A história de Lourdes e da bicicleta perdida tornou-se viral nas redes sociais. O vídeo já foi visto no Twitter mais de 375 mil vezes, mas não há notícias de Lourdes.

O jornal espanhol "El Mundo", que dá corpo de letra à história, diz ter contactado a embaixada do Reino Unido. E, daquele pedaço de terra britânica cravada em Madrid, não há notícias de Lourdes se ter apresentado, pelo que continua vivo o mistério da mulher providencial.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG