Jamal Khashoggi

Encontrados restos mortais de jornalista saudita assassinado

Encontrados restos mortais de jornalista saudita assassinado

Os restos mortais de Jamal Khashoggi terão sido encontrados esta terça-feira.

A notícia é avançada pela Sky News, que cita fontes locais. A cadeia informativa adianta que partes do corpo do jornalista foram encontradas no jardim da casa do cônsul geral da Arábia Saudita, em Istambul, na Turquia.

O jornalista terá sido mutilado e o rosto desfigurado.

Morte de jornalista terá sido planeada

A notícia é conhecida poucas horas depois de o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, explicar que a morte do jornalista foi planeada com dias de antecedência por responsáveis sauditas.

PUB

Erdogan afirmou que o jornalista foi vítima de um "assassínio selvagem" e avisou que não pode haver encobrimento do caso. O chefe de Estado exigiu ainda saber onde se encontram os restos mortais de Khashoggi

O jornalista saudita, que colaborava com o jornal The Washington Post, estava exilado nos Estados Unidos desde 2017 e era um reconhecido crítico do poder em Riade.

No sábado, a Arábia Saudita admitiu que Jamal Khashoggi foi morto nas instalações do consulado saudita em Istambul. Durante vários dias, as autoridades sauditas tinham afirmado que ele saíra vivo do consulado.

Responsáveis sauditas expressam condolências pela morte de jornalista

Na segunda-feira, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, telefonou ao filho do jornalista Jamal Khashoggi para expressar condolências pela morte do pai, que ocorreu dentro do consulado saudita em Istambul, anunciaram as autoridades sauditas.

Segundo a agência estatal de notícias saudita, também o rei Salman ligou ao filho de Khashoggi, Salah, a expressar condolências pela morte do jornalista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG