Covid-19

Espanha regista ligeiro aumento diário de mortes para 185

Espanha regista ligeiro aumento diário de mortes para 185

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 185 mortes devido à pandemia de covid-19, um ligeiro aumento em relação a segunda-feira, embora seja o terceiro dia consecutivo abaixo dos 200, havendo até agora um total de 25.613 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 867 novos casos positivos, um número abaixo dos mil. que se verifica também nos últimos dias, elevando para 219.329 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os números diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 720 doentes, num total de 119.609 de casos que precisaram de ser internados.

PUB

O Governo espanhol deverá hoje solicitar formalmente ao parlamento o prolongamento por mais duas semanas do estado de emergência que tem sido periodicamente dilatado desde que entrou em vigor em meados de março.

O executivo minoritário de esquerda ainda não tem garantido o apoio necessário para aprovar a quarta prorrogação deste período excecional, já que a maior formação da oposição, o Partido Popular (direita), ainda não definiu o seu sentido de voto.

A Espanha iniciou na segunda-feira a primeira fase de alívio das medidas em vigor de luta contra a covid-19, com a abertura parcial do pequeno comércio, como barbearias, cabeleireiros e restaurantes que passam a vender comida para levar.

Depois de um confinamento da população que começou em meados de março, o desmantelamento das medidas impostas vai ser realizado por etapas até ao final de junho, para evitar uma nova onda de contaminação.

Espanha é o segundo país com mais mortos com a pandemia por cada milhão de habitantes (544 óbitos), depois da Bélgica (692) e antes da Itália (481), Reino Unido (423) e França (386), numa lista em que os Estados Unidos têm 211 e Portugal 104.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 250 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Face a uma diminuição de novos doentes em cuidados intensivos e de contágios, alguns países começaram a desenvolver planos de redução do confinamento e em alguns casos a aliviar diversas medidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG