O Jogo ao Vivo

IRA

Estado Islâmico e Hamas são os grupos terroristas mais ricos

Estado Islâmico e Hamas são os grupos terroristas mais ricos

As receitas de 1,6 mil milhões de euros por ano do Estado Islâmico garantem ao grupo jiadista a liderança no "ranking" dos dez grupos terroristas mais ricos do mundo. O último da lista é o Boko Haram com "apenas" 20 milhões de euros de lucros anuais.

No "ranking", publicado pela revista "Forbes Israel", o Hamas surge na segunda posição, com receitas anuais de 804 milhões de euros. O enriquecimento do movimento terá ocorrido a partir da tomada do controlo da Faixa de Gaza, em 2007.

Ainda de acordo com a "Forbes Israel", as fontes de receita do Hamas provêm de doações de países árabes, principalmente do Qatar, de organizações islâmicas, bem como de impostos que impõe, desde 2007, a todos os produtos que entram em Gaza.

O grupo libanês pro-iraniano Hezbola é o quarto movimento com mais dinheiro, com 120 milhões de euros. A al-Qaeda e as filiais ocupam o sexto lugar com 96 milhões de euros.

Dos grupos referidos pela revista, e citados pelo "El Mundo", só dois não têm base islâmica: as FARC (grupo rebelde colombiano) com 482,5 milhões de euros/ano ocupam o terceiro lugar da lista e o IRA (Exército Republicano Irlandês) com 40 milhões de euros é o penúltimo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG