Diplomacia

Estados Unidos desiste de apoiar a candidatura do Brasil à OCDE

Estados Unidos desiste de apoiar a candidatura do Brasil à OCDE

O Governo dos Estados Unidos decidiu que não irá apoiar a candidatura do Brasil para aderir à Organização para a Cooperação Económica e Desenvolvimento (OCDE), avançou hoje a agência de notícias Bloomberg.

A decisão foi comunicada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, numa carta enviada ao secretário geral da OCDE, Ángel Gurría, no dia 28 de agosto.

Na carta obtida pela Bloomberg, Pompeo informou que Washington apoiava apenas as propostas de adesão como novos membros da Argentina e Roménia.

Washington também rejeitou um pedido de discutir mais ampliações na OCDE.

"Os EUA continuam a preferir a ampliação a um ritmo contido que leve em conta a necessidade de pressionar por planos de governação e sucessão", escreveu o secretário de Estado norte-americano no documento.

A mensagem contradiz a posição pública do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que disse em março numa conferência de imprensa ao lado do homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, em Washington, que apoiaria a entrada do Brasil.

O apoio dos Estados Unidos à entrada brasileira na OCDE foi visto como um dos primeiros benefícios obtidos pelo estreito alinhamento de Bolsonaro com a administração Trump.

No dia 23 de maio, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil chegou a agradecer o apoio obtido do Governo de Trump junto da OCDE, numa publicação na rede social Twitter.

"Hoje na OCDE os EUA expressaram de modo claro e oficial seu apoio ao pleito do Brasil de ingressar na OCDE, uma prioridade do PR @jairbolsonaro. O BR [Brasil] agradece o gesto de confiança e está pronto a trabalhar com todos os membros e Secretariado no processo de acesso. Passo decisivo!", escreveu o órgão do Governo brasileiro.

O apoio dos EUA à Argentina e a Roménia acontece quando as duas nações estão passando por convulsões políticas internas.

A Roménia perdeu o seu último primeiro-ministro na quinta-feira quanto o Governo foi deposto, num voto de confiança do parlamento.

No Argentina, o Presidente, Maurício Macri, amigo de longa data de Trump, enfrenta uma luta pela reeleição após ter perdido uma votação primária por 16 pontos percentuais em agosto.

A OCDE, fundada em 1961, diz no seu site que trabalha para "moldar políticas que promovam prosperidade, igualdade, oportunidade e bem-estar para todos".

Juntar-se ao grupo é considerado um elemento distintivo de honra para os países que procuram mostrar à comunidade internacional que prosperaram economicamente.

O Brasil apresentou o seu pedido de adesão à OCDE em maio de 2017.

Outros Artigos Recomendados