Tensão

EUA acreditam que ataque russo começará com bombardeamentos aéreos

EUA acreditam que ataque russo começará com bombardeamentos aéreos

Os EUA pensam que uma invasão russa da Ucrânia, que consideram iminente, começará por bombardeamentos aéreos e poderá incluir "um assalto rápido" a Kiev, declarou, esta quinta-feira, um alto responsável da Casa Branca.

O conselheiro para a Segurança Nacional, Jake Sullivan, instou os cidadãos norte-americanos que se encontram na Ucrânia a abandonar o país "nas próximas 24 a 48 horas".

Embora haja uma "possibilidade muito real" de a Rússia invadir a Ucrânia, os EUA "não estão a dizer" que o Presidente russo, Vladimir Putin, já tomou essa decisão. "Não estamos a dizer que a decisão já foi tomada, que uma decisão final já foi tomada pelo Presidente Putin", afirmou Jake Sullivan à imprensa.

Segundo o conselheiro da Casa Branca, o chefe de Estado norte-americano, Joe Biden, deverá telefonar hoje ao seu homólogo russo para tentar dissuadi-lo de invadir a Ucrânia. "Espero que o Presidente Biden fale por telefone com o Presidente Putin, mas não tenho nada a anunciar neste momento", indicou Sullivan.

O Ocidente acusa Moscovo de pretender invadir novamente a Ucrânia, depois de lhe ter anexado a península da Crimeia em 2014, e de apoiar, desde então, uma guerra separatista na região do Donbass, no leste do país. A Rússia nega qualquer intenção bélica, mas condiciona o desanuviamento da crise a exigências que diz serem necessárias para garantir a sua segurança, incluindo garantias de que a Ucrânia nunca fará parte da NATO.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG