O Jogo ao Vivo

Covid-19

EUA dão aprovação definitiva à vacina da Pfizer

EUA dão aprovação definitiva à vacina da Pfizer

A vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 recebeu, esta segunda-feira, a aprovação final da autoridade do medicamento norte-americana (FDA), tornando-se a primeira vacina a ser oficialmente certificada para as pessoas com mais de 16 anos.

Segundo a CNN, o diretor executivo da Pfizer, Albert Bourla, revelou que com esta aprovação, a vacina "afirma a eficácia e o perfil de segurança, num momento em que é urgentemente necessária", acrescentando que espera que com a aprovação "ajude a aumentar a confiança na vacina, já que a vacinação continua a ser a melhor ferramenta para ajudar a proteger vidas e obter imunidade coletiva".

Janet Woodcock, comissária da FDA referiu ainda que "embora esta e outras vacinas tenham atendido aos rigorosos padrões científicos da FDA para autorização de uso de emergência, o público pode estar muito confiante de que esta vacina respeita aos altos padrões de segurança, eficácia e qualidade de desenvolvimento".

A vacina da Pfizer/BioNTech contra a doença covid-19 passa a ter indicação definitiva para pessoas com 16 ou mais anos, mas também continua disponível para uso de emergência nos Estados Unidos da América para adolescentes de 12 a 15 anos e para a administração de uma terceira dose em pessoas imunocomprometidas, apontou a autoridade do medicamento norte-americana.

A aprovação final dada à vacina da Pfizer/BioNTech pode significar um aumento no número de pessoas que vão receber a vacina contra a covid-19 nos Estados Unidos da América, pois alguns norte-americanos estavam reticentes quanto à segurança das vacinas devido à falta desta aprovação da FDA.

Este resultado também pode levar a que muitas empresas dos EUA possam exigir a obrigatoriedade da vacina, como já acontece em empresas como a Google, Facebook, Tyson Foods e Netflix, que já tinha anunciado que os trabalhadores precisariam de ser vacinados para continuarem a trabalhar nos seus locais de trabalho.

Atualmente, as vacinas da Moderna e da Johnson & Johnson também estão disponível nos Estados Unidos da América sob a autorização de uso de emergência, porém a Moderna também já submeteu o pedido para obter a aprovação final da vacina e a Johnson & Johnson deve seguir os mesmos passos nos próximos meses.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG