Tennessee

EUA executam homem na cadeira elétrica, o primeiro desde 2013

EUA executam homem na cadeira elétrica, o primeiro desde 2013

Edmund Zagorski foi executado na quinta-feira, no Estado do Tennessee, tornando-se no primeiro preso dos Estados Unidos a morrer na cadeira elétrica, desde 2013.

Zagorski, condenado à morte por matar duas pessoas em 1984, foi executado, aos 63 anos, depois de o último recurso apresentado ao Supremo Tribunal ter sido negado. Familiares das vítimas do duplo homicídio assistiram, na galeria do estabelecimento prisional do Tennesse, à execução e não quiseram falar à imprensa.

O Tennesse é um dos nove Estados norte-americanos a terem a cadeira elétrica como alternativa à injeção letal. Segundo a lei estadual, qualquer pessoa condenada à pena de morte antes de 1 de janeiro de 1999 pode escolher a eletrocussão. Foi o caso de Zagorski, que preferiu a cadeira em alternativa à injeção letal, acreditando que o primeiro método fosse mais rápido e infligisse menos dor. Chegada a altura de dizer as últimas palavras, antes de morrer, Zagorski escolheu a frase "Let"s rock" ("Vamos festejar", em tradução livre).

A eletrocussão de Zagorski foi a primeira naquele Estado desde 2007 e a primeira nos EUA desde 2013, ano em que a Virgínia executou um homem que tinha matado, também, duas pessoas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG