Coronavírus

EUA incentivam vacinação com ofertas de cerveja, donuts, bilhetes para futebol e até marijuana

EUA incentivam vacinação com ofertas de cerveja, donuts, bilhetes para futebol e até marijuana

Estados Unidos já vacinaram um terço da sua população de 328 milhões de pessoas. Estímulos com brindes, mesmo os surreais, são cada vez mais populares.

Mais de um terço dos norte-americanos estão já totalmente vacinados contra a covid. São 115 milhões de pessoas numa população de 328 milhões.

O sucesso do plano de vacinação dos EUA corre à taxa média de dois milhões de vacinas administradas por dia e, segundo o CDC - Centro de Controle e Prevenção de Doenças, o país de Joe Biden terá toda a gente vacinada algures entre o final do verão e o outono de 2021.

Para uma tal taxa de triunfo é fundamental o modelo aplicado - a vacina vem ter com o cidadão em vez de ser o cidadão a procurá-la -, multiplicando-se agora os locais inusitados onde se aplicam as vacinas, incluindo clubes de striptease, centros de tiro ou festivais de marisco.

Mas, como se trata da América, onde todos os desejos são passíveis de negociação, pessoas receosas de tomar a nova vacina estão também a receber incentivos para arregaçar as mangas.

E há ofertas de todo o tipo, incluindo títulos de poupança, bebidas alcoólicas, comida, bilhetes para basebol e até marijuana.

Tome a vacina e fume um

PUB

Foi uma das primeiras ofertas anunciadas e ocorreu em Washington DC: receba um charro de marijuana grátis se tomar a vacina contra a covid-19. A medida foi muito popular, diz o DC Marijuana Justice, um grupo de reforma da política de canábis na capital dos EUA. Com a campanha em pleno andamento, o grupo já distribuiu, desde janeiro até agora, mais de 10 mil charros grátis correspondentes a 10 mil vacinas.

Venha ao estádio e saia vacinado

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou em 5 de maio que os fãs dos Yankees ou dos Mets podem receber a vacina contra o coronavírus dentro dos estádios. "Venha mais cedo e seja vacinado durante o próprio jogo", disse Cuomo. "Se o fizerem, recebem um bilhete gratuito para um jogo de basebol da sua equipa".

Coisa parecida acontece também no Super Bowl, o jogo do título no campeonato de futebol americano. Cinquenta fãs vão ganhar bilhetes grátis para a finalíssima de fevereiro de 2022, no SoFi Stadium, em Los Angeles. Os adeptos só têm que provar que já tomaram a vacina e submeter-se ao sorteio dos 50 bilhetes mágicos. Os bilhetes do Super Bowl são sempre muito caros, com preços mínimos a começar nos cinco mil dólares (4100 euros).

Álcool gratuito

A Budweiser, marca de cerveja mais vendida na América, tem em curso uma campanha nacional centrada no dia 16 de maio. Os cidadãos maiores de 21 anos só têm que se inscrever no site da Bud, apresentar prova da vacinação, e recebem grátis uma cerveja.

Em Connecticut, muitos restaurantes aderiram também ao pack especial da vacina em que oferecem uma bebida alcoólica à escolha a quem já tiver sido inoculado contra a covid. A campanha vai de 19 a 31 de maio. Mas atenção às letras pequeninas da promoção: para ter direito à bebida, é preciso comprar também comida para acompanhar.

Cupões de compras na Target

Qualquer adulto norte-americano que receba a vacina numa farmácia CVS dentro das lojas a retalho da Target tem direito a um cupão no valor de cinco dólares em compras. A campanha é válida durante todo o mês de maio dentro das mais de 1700 farmácias CVS das lojas Target nos EUA.

Passes para ir ao museu

Os nova-iorquinos podem tomar a sua vacina debaixo da grande baleia azul do Museu Americano de História Natural. Se a tomarem, recebem um voucher de admissão geral gratuita para um grupo até quatro pessoas. Em Springfield, no Illinois, a Biblioteca e Museu Presidencial Abraham Lincoln oferece entrada gratuita a todos os vacinados, incluindo os estrangeiros. A promoção corre até junho.

Donuts, sobremesas e hambúrgueres

As ofertas a favor da vacinação parecem ser mesmo um novo modelo de negócio, tal é a forma como estão disseminadas. A Krispy Kreme começou a oferecer donuts glaceados gratuitamente em março e ainda não parou. A oferta é válida a quem apresentar prova de vacinação e dura o ano todo - mas é limitada a um donut por pessoa por dia.

A rede de hambúrgueres da White Castle dá cupões de sobremesa aos vacinados e a Junior oferece um cheesecake nas suas lojas no Brooklyn. Ainda em Nova Iorque, os famosos cachorros-quentes da Nathan, em Coney Island, dão uma borla no dia da inoculação. É necessário levar o boletim das vacinas.

Dar uns tiros, ganhar uma vacina

Uma das ofertas mais estranhas na América, pelo menos na perspetiva europeia, decorre no Illinois. O governador J.B.Pritzker anunciou que qualquer pessoa maior de idade que receba a vacina no World Shooting and Recreational Complex, em Sparta, um centro de tiro e recreação com armas, terá direito a 100 alvos grátis para usar até outubro.

Títulos de poupança de 100 dólares

O governador da Virgínia Ocidental, Jim Justice, disse em abril que qualquer residente no estado, com idade entre 16 e os 35 anos, que fosse vacinado, receberia um título de poupança estatal no valor de 100 dólares (82 euros). A ideia parece ter sido demasiado arrojada e Justice veio dizer depois que gostava muito, que era uma coisa de sabor patriótico, mas que talvez não seja possível. O Departamento do Tesouro não autorizou a promoção.

Clubes de strip oferecem filiação vitalícia

Por fim, três dos principais clubes de striptease no Tennessee decidiram adoçar a toma da vacina com uma promoção incomum: oferecem filiação VIP vitalícia a qualquer pessoa que receba a vacina contra o coronavírus. A assinatura VIP para apenas um desses clubes de strip valerá cerca de 3500 dólares (2900 euros). Diz a promoção que esses clientes, mesmo que apenas visitam os bares de striptease uma vez por semana, vão acabar por assistir a mais de "10 mil espetáculos de nudez" durante a sua filiação vitalícia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG