Tensão

EUA, Japão e Coreia do Sul anunciam novas sanções a Pyongyang

EUA, Japão e Coreia do Sul anunciam novas sanções a Pyongyang

Pessoas e instituições são alvo de ação conjunta em resposta a mísseis balísticos norte-coreanos

Os Governos dos Estados Unidos, do Japão e da Coreia do Sul anunciaram novas sanções contra Pyongyang, depois de um mês de novembro com lançamentos de dezenas de mísseis balísticos, incluindo intercontinentais.

Washington anunciou nesta quinta-feira o bloqueio simbólico de quaisquer ativos sediados nos Estados Unidos de três oficiais norte-coreanos. "Como deixamos claro, a porta não se fechou para a diplomacia, mas Pyongyang deve cessar as suas ações desestabilizadoras e engajar diplomaticamente", disse a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC, na sigla em inglês), Adrienne Watson.

PUB

Seul focou-se em oito indivíduos e sete instituições que "contribuíram para o desenvolvimento nuclear e de mísseis da Coreia do Norte e a evasão das sanções [já existentes]", disse na sexta-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros sul-coreano, citado pela AFP. Um cidadão de Singapura e um de Taiwan estão entre as pessoas visadas por Seul.

Tóquio também anunciou, esta sexta-feira, medidas contra três grupos e um indivíduo da Coreia do Norte. A resposta surge durante "sérias e iminentes ameaças" do Governo norte-coreano ao Japão e à comunidade internacional, afirmou o secretário-geral do Gabinete nipónico, Hirokazu Matsuno, citado pela agência Kyodo.

"Esta ação sincronizada demonstra o aumento da força da relação trilateral entre os Estados Unidos, o Japão e a República da Coreia", escreveu a porta-voz da NSC.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG