Balanço

EUA ultrapassam as 104 mil mortes de covid-19

EUA ultrapassam as 104 mil mortes de covid-19

Os casos confirmados de covid-19 nos Estados Unidos subiram para 1.779.853, atingindo as 104081 mortes, segundo uma contagem independente da Universidade John Hopkins

Estes números, divulgados às 15.30 horas no Este dos Estados Unidos (20.30 horas em Portugal continental), representam um aumento de 20128 novas infeções e 692 mortes, em relação ao balanço de sábado, à mesma hora.

O Estado de Nova Iorque continua a ser o grande epicentro da pandemia nos Estados Unidos, com 370770 casos confirmados, um número apenas inferior ao da Rússia e do Brasil.

Em Nova Iorque, morreram 29784 pessoas devido ao novo coronavírus, seguindo-se o Estado vizinho de Nova Jérsia, com 160471 casos confirmados e 11698 mortes; Massachusetts, com 96301 infeções e 6768 mortes e Pensilvânia, que registou 75697 casos positivos de coronavírus e 5537 mortes.

Outros estados com grande número de mortes incluem Michigan com 5464, Illinois com 5330, Califórnia com 4146 e Connecticut com 3912.

O número de mortes está próximo das estimativas iniciais da Casa Branca, que projetavam, na melhor das hipóteses, entre 100 mil e 240 mil mortes, mas já ultrapassou largamente as estimativas feitas posteriormente pelo presidente Donald Trump e que apontavam para 50 mil a 60 mil mortes.

O Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME) da Universidade de Washington, cujos modelos de previsão de evolução da pandemia a Casa Branca analisa frequentemente, estima que no início de agosto a covid-19 terá deixado mais de 131 mil mortos nos Estados Unidos.