O Jogo ao Vivo

Moeda única

Eurogrupo recomenda adesão da Croácia ao euro a partir de 2023

Eurogrupo recomenda adesão da Croácia ao euro a partir de 2023

Os ministros das Finanças da zona euro recomendaram, esta quinta-feira, o alargamento da moeda única à Croácia, depois de a Comissão Europeia ter recomendado ao Conselho a entrada de Zagreb na zona euro a 1 de janeiro de 2023.

"O Eurogrupo aprovou hoje uma recomendação dos Estados-membros da área do euro dirigida ao Conselho. Os ministros concordaram com a avaliação positiva da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu no que respeita ao cumprimento dos critérios de convergência por parte da Croácia", anuncia o Eurogrupo em comunicado.

No dia em que o grupo informal que junta os ministros das Finanças do euro se reúne no Luxemburgo, é então recomendado pelos responsáveis da tutela que a Croácia adira ao euro em 01 de janeiro de 2023, tornando-se no 20.º Estado-membro da moeda única.

PUB

"Trata-se do primeiro passo de um processo por meio do qual o Conselho da UE adota atos jurídicos que permitirão à Croácia tornar-se membro da área do euro e beneficiar da utilização da nossa moeda comum, o euro, a partir do próximo ano", adianta o Eurogrupo.

Citado pela nota, o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe, classificou a recomendação do Eurogrupo como "um passo crucial no caminho da Croácia para se tornar o 20.º membro da nossa área do euro e um sinal forte para a integração europeia".

"Quero prestar especial homenagem ao Governo croata pelo empenho e trabalho árduo ao longo dos últimos anos para alcançar este resultado, em circunstâncias particularmente difíceis", indicou Paschal Donohoe.

A recomendação terá de ser agora adotada por maioria qualificada pelos ministros das Finanças da União Europeia, que se reúnem na sexta-feira, também no Luxemburgo.

O Conselho deverá aprovar igualmente uma carta do presidente do Ecofin dirigida ao Conselho Europeu, para que os chefes de Governo e de Estado da UE debatam esta questão na cimeira de 23 e 24 de junho.

O processo terminará com a adoção pelo Conselho (após consulta do Parlamento Europeu e do Banco Central Europeu) de três atos jurídicos necessários para permitir que a Croácia introduza o euro, o que está previsto para julho.

A Comissão Europeia recomendou ao Conselho, no início de junho, a entrada da Croácia na zona euro, após concluir que o país reúne todas as condições para a adoção da moeda única.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG