Covid-19

Europa fecha portas ao Reino Unido devido a nova estirpe do vírus. Portugal aguarda

Europa fecha portas ao Reino Unido devido a nova estirpe do vírus. Portugal aguarda

Vários países europeus estão a preparar novas medidas para restringir o movimento aéreo e ferroviário com o Reino Unido. Alguns já suspenderam por completo a circulação, outros estão a exigir um teste à covid-19.

O Governo dos Países Baixos suspendeu este domingo todos os voos de passageiros oriundos do Reino Unido até 1 de janeiro, após ter sido detetada a nova variante do coronavírus que provoca a covid-19 originalmente identificada em solo britânico. Em comunicado, o Ministério da Saúde holandês "recomenda que qualquer introdução desta variante do vírus proveniente do Reino Unido seja limitada tanto quanto possível, limitando e/ou controlando o movimento de passageiros do Reino Unido".

O mesmo caminho foi tomado pela Bélgica, que suspendeu a chegada de voos e comboios da Grã-Bretanha a partir da meia-noite de domingo. O primeiro-Ministro Alexander De Croo disse ao canal de televisão belga VRT que a proibição estará em vigor durante pelo menos 24 horas.

A Alemanha decidiu, este domingo, segui o mesmo caminho e proibiu voos oriundos do Reino Unidos até 1 de janeiro.

Por sua vez, a França proibiu a circulação com o Reino Unido nas próximas 48 horas. O período servirá, segundo o executivo, para preparar uma coordenação europeia à nova variante do vírus e para elaborar um processo de reabertura segura "que será suportada por um dispositivo de teste obrigatório".

Em Itália, o ministro da Saúde revelou no Facebook que o país estará prestes a suspender todos os voos com o Reino Unido. "Como Governo temos o dever de proteger os italianos e por isso, depois de notificarmos o Governo inglês, estamos prestes a assinar uma medida com o ministro da Saúde para suspender os voos com a Grã-Bretanha", explicou Di Maio. "A nossa prioridade é proteger a Itália e os nossos compatriotas", acrescentou.

PUB

Já em Espanha, o governo anunciou que vai reforçar os testes ao novo coronavírus de viajantes oriundos do Reino Unido. "Tendo em conta a situação relatada pelas autoridades britânicas, e como medida imediata, Espanha reforçará o controlo da verificação dos testes PCR [moleculares] nos aeroportos e portos para as pessoas que chegam do Reino Unido", escreveu o executivo espanhol na conta oficial de Twitter. O país tem pedido durante este domingo uma coordenação da União Europeia face ao problema.

Portugal vai também impôr restrições aos passageiros oriundos do Reino Unido. Depois de durante o dia de domingo não ter adiantado quaisquer medidas, o Governo informou ao início da noite que apenas os emigrantes portugueses a residir no Reino Unido ou estrangeiros com autorização de residência em Portugal podem entrar no nosso país. Para qualquer uma das situações, vai ser exigido um teste negativo à covid-19.

A Irlanda planeia também impor restrições de entrada no país a pessoas do Reino Unido, pelo menos, durante 48 horas, adianta a Sky News.

As autoridades britânicas já alertaram a Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a descoberta da nova variante, que se espalha com maior velocidade, embora não haja evidências de que seja mais letal ou que possa ter impacto na eficácia das vacinas desenvolvidas contra a covid-19, embora este ponto esteja ainda a ser avaliado "com urgência para confirmação".

Por seu lado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) apelou aos seus membros na Europa para "reforçarem os controlos" por causa da variante do novo coronavírus no Reino Unido. Recomendou ainda aos seus membros para que "aumentem as suas capacidades de sequenciação" do vírus, antes de saberem mais sobre os riscos colocados por esta variante.

O Reino Unido está incluído na lista dos 10 países com maior número de infeções e de mortes associadas ao novo coronavírus - mais de 1,9 milhões de casos, 66 541 óbitos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG