1941-2022

Evaristo Carvalho, ex-presidente de São Tomé, morreu em Lisboa

Evaristo Carvalho, ex-presidente de São Tomé, morreu em Lisboa

O ex-presidente de São Tomé e Príncipe Evaristo Carvalho morreu no sábado, aos 80 anos, em Lisboa, vítima de doença prolongada.

O antigo chefe de Estado são-tomense (2016-2021) estava internado num hospital em Lisboa e faleceu cerca das 22 horas de sábado (menos uma que em São Tomé), disse fonte familiar à agência Lusa.

Eleito presidente de São Tomé e Príncipe em 18 de julho de 2016, Evaristo Carvalho exerceu o mandato até 2 de outubro de 2021, quando foi sucedido por Carlos Vila Nova.

Pai de 25 filhos, Evaristo Carvalho era um histórico da política são-tomense, tendo sido, por duas ocasiões, primeiro-ministro em governos de iniciativa presidencial.

Técnico de agricultura, Evaristo Carvalho começou por ser um quadro do partido único - Movimento para a Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social Democrata (MLSTP-PSD) - após a independência e até ao início do multipartidarismo, na década de 1990.

Foi chefe de gabinete de Miguel Trovoada quando este foi presidente da República e aderiu ao Ação Democrática Independente (ADI), partido hoje liderado pelo filho daquele e antigo primeiro-ministro, Patrice Trovoada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG