Inglaterra

Ex-deputada questiona Kellogg's por uso de imagem de macaco em caixa de cereais

Ex-deputada questiona Kellogg's por uso de imagem de macaco em caixa de cereais

A antiga deputada trabalhista Fiona Onasanya questionou a Kellogg's pela utilização da imagem de um macaco numa caixa de cereais de chocolate.

A ex-parlamentar enviou um email à empresa norte-americana a questionar a utilização da imagem de um macaco como mascote na caixa de cereais de chocolate Choco Krispies, em contraponto com a imagem de três crianças brancas na caixa de cereais Rice Krispies.

"Têm a mesma composição (exceto que os CP's [Coco Pops] são castanhos e sabem a chocolate)...", escreveu no Twitter.

"Não toleramos discriminação e acreditamos que pessoas de todas as raças, géneros, origens, orientação sexual, religiões, capacidades e crenças devem ser tratadas com a máxima dignidade e respeito", afirmou um porta-voz da empresa aos jornais ingleses, explicando que a mascote do macaco foi criada na década de 80 para destacar a "personalidade lúdica" da marca.

Desde 1986 que o macaco Coco é uma das mascotes utilizadas na publicidade da marca de cereais, que já enfrentou acusações de racismo no passado.

Em 2017, a Kellog's pediu desculpas após ser acusada de ensinar racismo numa das suas caixas, por colocar apenas uma personagem negra na imagem, a que está a representar um funcionário de limpeza.

Outras Notícias