Guerra na Ucrânia

Ex-diretor da CIA admite que EUA podem intervir se Rússia usar armas nucleares

Ex-diretor da CIA admite que EUA podem intervir se Rússia usar armas nucleares

David Petraeus, antigo diretor da CIA e general aposentado do exército, alerta para a possível intervenção dos EUA e dos seus aliados se o presidente russo, Vladimir Putin, utilizar armas nucleares na Ucrânia.

O ex-diretor da CIA David Petraeus avisa que, apesar da Ucrânia não ser um membro da NATO, um ataque nuclear não poderá ser aceite de forma alguma e que terá uma resposta imediata por parte dos EUA.

Petraeus acrescentou que uma escalada dessa natureza teria como resposta a destruição das forças russas na Ucrânia, bem como de todo o equipamento de Moscovo destacado para a guerra, em terra e no mar - com a eventual destruição da frota russa.

PUB

Ao canal de televisão norte-americano ABC News, considerou que a declaração de Putin sobre a anexação das cidades no leste da Ucrânia e a mobilização russa são a expressão de um ato "desesperado", considerando que o Kremlin não tem hipóteses de vencer o conflito. "Não vão conseguir. Neste momento não há nada que consigam fazer".

Já o membro republicano do Comité de Relações Exteriores do Senado, Marco Rubio, em declarações à CNN, afirma que um ataque a um país-membro da NATO teria uma resposta imediata e admitiu que "o risco [de uma ameaça nuclear] é provavelmente maior hoje do que há um mês".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG