Alan García

Ex-presidente do Peru dispara sobre si para evitar ser detido

Ex-presidente do Peru dispara sobre si para evitar ser detido

O ex-presidente do Peru, Alan García, está a ser investigado por suspeita de subornos que envolvem a construtora brasileira Odebrecht.

Alan García foi hospitalizado em estado critico depois de ter disparado contra si próprio na sua casa quando estava prestes a ser detido pela polícia.

Esta quarta-feira, agentes da divisão de investigação de crimes complexos dirigiram-se à residência de Alan García, no bairro de Miraflores, para cumprir uma ordem de detenção. Quando chegaram, encontraram o ex-presidente já ferido, segundo fontes citadas pela rádio RPP do Peru, lê-se no "El País".

O ex-presidente (2006-2011) está a ser investigado no âmbito da rede de subornos que envolve a construtora brasileira Odebrecht. Em causa está o projeto de construção de uma linha de metro em Lima.

No âmbito do mesmo processo, a polícia deteve Luis Nava, ex-secretário-geral da Presidência, e o ex-vice-presidente Miguel Atala.

A equipa que coordena a investigação do Lava Jato estava a investigar Alan García desde novembro por suspeitas de conluio, lavagem de dinheiro e tráfico de influências, tendo em conta a concessão da linha 1 do metro de Lima à Odebrecht e possíveis contribuições irregulares para a sua campanha eleitoral.

No passado dia 17 de novembro, Alan García foi impedido de sair do país e pediu asilo ao Uruguai, refugiando-se na casa do embaixador deste país em Lima. Mas o governo de Tabaré Vásquez recusou o pedido em 3 de dezembro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG