Paquistão

Exército de 100 mil patos chineses combate praga de gafanhotos

Exército de 100 mil patos chineses combate praga de gafanhotos

A China vai enviar um exército de 100 mil patos para ajudar no combate à praga de milhões de gafanhotos que está destruir plantações no Paquistão.

Segundo os especialistas, que tentam travar o avanço destes insetos do tamanho de dedos, os patos são mais eficazes que os pesticidas e há até quem lhes atribua as capacidades de armas biológicas.

"Um pato consegue comer mais de 200 gafanhotos por dia", afirmou Lu Lizhi, investigadora no "Zhejiang Academy of Agricultural Sciences", e responsável pelo projeto em conjunto com a Universidade do Paquistão.

Uma fase de teste vai decorrer na China, na região de Xinjiang, antes de estes patos serem enviados para o Paquistão. Até lá, o governo local aconselha os habitantes a comerem gafanhotos em churrasco ou com caril.

Em África, o custo de combate a esta praga já ronda os 116 milhões de euros, sendo que no Corno de África a situação é considerada muito grave. A praga está a alastrar para a Península Arábica e para o Golfo Pérsico.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG