Polónia

Exército polaco vai dar treino militar e de sobrevivência a civis

Exército polaco vai dar treino militar e de sobrevivência a civis

O Exército polaco oferecerá, a partir do próximo sábado, treino militar e de sobrevivência a civis entre os 18 e 65 anos que desejem participar nesta iniciativa.

Qualquer homem de nacionalidade polaca poderá participar nestes cursos nas instalações dos 17 comandos militares polacos, que incluirão noções de tiro e manuseio de armas, autodefesa, sobrevivência e orientação, e onde será ensinado também como acender uma fogueira, purificar água, prestar primeiros socorros ou orientar-se pelo sol ou pelas estrelas.

De acordo com um comunicado do Ministério da Defesa polaco, aqueles que decidirem realizar o treino receberão alimentação e estarão segurados contra possíveis acidentes.

PUB

O Governo polaco iniciou há anos um programa para expandir e modernizar as suas Forças Armadas, que acelerou após a eclosão da guerra na Ucrânia, a 24 de fevereiro.

Recentemente, os Correios começaram a oferecer treino de tiro, primeiros socorros e segurança cibernética para mil dos seus funcionários, como parte de um plano nacional para aumentar a participação civil na defesa da Polónia.

Aqueles que se voluntariam para este programa, batizado como "Bem-vindos às Armas", obtêm benefícios no emprego.

Como afirmou o porta-voz dos Correios, Daniel Witowski, "a importância deste conhecimento entre a população civil tornou-se evidente com a guerra na Ucrânia (...) e se houvesse uma emergência nacional, os Correios seriam responsáveis por certas tarefas logísticas como a distribuição de cartas de mobilização para civis".

Por outro lado, o Estado polaco introduziu há alguns meses um serviço militar voluntário para jovens, oferecendo um salário mensal de mil euros e concedendo vantagens fiscais, bolsas de estudo e créditos preferenciais a quem decidir voltar a alistar-se.

Durante o verão, o Exército Polaco realizou sessões de informação em várias cidades do país, com a exposição de armas e viaturas militares, para incentivar o alistamento dos jovens.

O Exército polaco tem atualmente cerca de 110 mil soldados, mas o Governo pretende aumentar o seu número para 250 mil.

Além disso, está previsto aumentar de 30 mil para 50 mil os membros da força paramilitar de Defesa Territorial, composta maioritariamente por jovens estudantes e voluntários.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG