Argentina

Expulsam menino com Asperger da turma dos filhos e celebram na Internet

Expulsam menino com Asperger da turma dos filhos e celebram na Internet

Um grupo de mães utilizou o Whatsapp para celebrar a expulsão de um menino com Síndrome de Asperger da turma dos filhos, num colégio religioso, na Argentina. A tia da criança revelou a troca de mensagens nas redes sociais, provocando uma onda de indignação contra as mulheres e a escola.

"Finalmente uma boa notícia. Já era hora de ver os direitos de todos os meninos e não de um só salvaguardados"; "Que bom para as crianças, que vão pode trabalhar e estar tranquilos"; "Um alívio para os nossos filhos. Vamos esperar que seja oficial", foram algumas das mensagens trocadas por mães do quarto ano, do colégio religioso Santo António de Pádova, em San Luís, na Argentina.

PUB

De acordo com o "El País", este grupo de mulheres pressionava já há vários meses a direção da escola para expulsar da turma dos filhos um menino com Síndrome de Asperger, ameaçando mesmo retirar as crianças do estabelecimento escolar. Os responsáveis pelo colégio aceitaram o pedido das mulheres e transferiram a criança para outra turma.

Os ícones de alegria e de festejo, presentes na conversa de Whatsapp, tornaram-se virais depois de a tia da criança os ter divulgado nas redes sociais. Rosaura Gómez publicou a informação no Facebook, provocando uma onda de indignação contra a escola e as mães.

"Ele tem síndrome de Asperger e é um doce. Está na quarta classe. As mães dos colegas estavam a pressionar a escola para que expulsasse o meu sobrinho. Isso não aconteceu, mas mudaram-no para outra sala", escreveu Rosaura, que não poupou críticas ao colégio. "Esta foi a reação das mães de uma escola religiosa. A verdade deixa muito a desejar", lamentou.

A Síndrome de Asperger é uma perturbação neurocomportamental de base genética e manifesta-se por alterações na interação social, na comunicação e no comportamento. Apesar de ser uma disfunção com origem no funcionamento particular no cérebro, não há marcador biológico, sendo que o diagnóstico se baseia num conjunto de critérios comportamentais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG