Última Hora

Febre de primeiro-ministro eslovaco deixa líderes europeus em suspenso

Febre de primeiro-ministro eslovaco deixa líderes europeus em suspenso

O primeiro-ministro eslovaco Peter Pellegrini está internado no hospital com "problemas respiratórios e febre alta". Apesar de oficialmente não haver qualquer menção ao coronavírus covid-19, essa possibilidade não está posta de parte e, caso se confirme, pode afetar vários políticos europeus, revela o jornal espanhol "ABC".

Chefes de Estado e do Governo de toda a União Europeia estiveram reunidos na última semana, para a discussão do orçamento comunitário. A confirmar-se que Pellegrini foi infetado com o covid-19, todos os líderes europeus poderão ter de cumprir quarentena de duas semanas. António Costa participou nesta reunião, com Pellegrini.

O eslovaco cancelou toda a sua agenda, a uma semana de eleições.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG