Insetos

"Flagelo na Terra". Praga de gafanhotos ameaça plantações nos EUA

"Flagelo na Terra". Praga de gafanhotos ameaça plantações nos EUA

Uma enorme população de gafanhotos está a proliferar-se no sufocante oeste norte-americano, onde uma seca profunda criou as condições ideais para que os ovos de gafanhotos eclodissem e os insetos sobrevivessem até à idade adulta.

Oregon e Montana foram os estados norte-americanos mais atingidos pelos insaciáveis comedores. Treze outros estados também estão a enfrentar danos devido aos gafanhotos, de acordo com o serviço de inspeção de saúde animal e vegetal do Departamento de Agricultura dos EUA.

Os insetos são uma dor de cabeça para os agricultores, competindo com o gado por pasto e custando dezenas de milhares de dólares em colheitas perdidas e custos associados.

"Só posso descrever os gafanhotos em palavrões", disse Roger Nicholson, criador de gado em Fort Klamath, uma pequena comunidade no sul do Oregon, citado pelo "The Guardian". "São um flagelo da Terra. Apenas destroem a terra, destroem as plantações. São um predador mau, mau. "

"O maior consumidor de biomassa do país não é o gado. São gafanhotos ", disse Helmuth Rogg, entomologista e cientista agrícola que trabalha para o departamento de agricultura de Oregon. "Comem e comem desde o dia em que nascem até ao dia em que morrem. É tudo o que fazem".

De acordo com Rogg, as perdas agrícolas devido aos gafanhotos costumam chegar às centenas de milhares de dólares. Além de se alimentarem do pasto, o que elimina a alimentação dos antílopes selvagens, os gafanhotos comem as folhas das árvores frutíferas e descansam nas áreas secas que circundam as plantações, onde dizimam os grãos que comem lentamente.

PUB

Capazes de voar por vários quilómetros, conseguem viajar em grupos para consumir uma área e, depois, passar para a próxima.

Por mais prolíficos que sejam, os gafanhotos não são intrusos. Nativos das terras ocidentais, vivem nos EUA há milhões de anos e eclodem como versões minúsculas de adultos. Em anos normais, a maioria morre antes de chegar à idade adulta.

Os gafanhotos, bem como os seus ovos são suscetíveis a patógenos, invernos brutais e fome enquanto jovens. Porém, as populações começaram a aumentar na primavera de 2020, graças a invernos mais quentes e secos que favoreceram a sua sobrevivência, juntamente com algumas poucas chuvas que geraram erva que alimenta os jovens gafanhotos.

Controlar os gafanhotos pode ser um desafio, uma vez que os insetos trocam de pele à medida que crescem e, por isso, são suscetíveis ao inseticida mais direcionado, o "Dimilin", apenas quando jovens e entre mudas. Essa janela é pequena em lugares como Oregon, onde os gafanhotos tendem a eclodir cedo e amadurecer rapidamente. Os adultos, por sua vez, só podem ser eliminados com produtos químicos que prejudicam outros insetos.

Assim, os agricultores que detetam infestações geralmente ficam sem sorte até ao ano seguinte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG