EUA

Foi viajar com o namorado e nunca mais voltou: o misterioso desaparecimento de Gabby Petito

Foi viajar com o namorado e nunca mais voltou: o misterioso desaparecimento de Gabby Petito

Gabby Petito, de 22 anos, e o namorado, Brian Laundrie, de 23, embarcaram juntos numa viagem pelos Estados Unidos em julho. O jovem regressou a casa sozinho no início de setembro e recusa-se a contar à polícia o que aconteceu. A família de Gabby quer respostas e acredita que Brian é o responsável pelo desaparecimento da filha.

Gabby Petito foi vista pela última vez no dia 24 de agosto quando estava a sair de um hotel em Salt Lake City. Enquanto percorriam as estradas norte-americanas numa carrinha, o casal de namorados foi partilhando a experiência nas redes sociais até ao momento em que deixou de haver atualizações. A jovem costumava falar regularmente com a mãe ao telefone, até que o contacto passou a ser feito por mensagens.


"Não sei se tecnicamente era ela ou não, porque se tratava apenas de um texto. Não falei verbalmente com ela", disse Nichole Schmidt, mãe de Gabby, numa entrevista à CBS News.

A última vez que Gabby entrou em contacto com os pais foi no final de agosto, quando o casal estava na área do Parque Nacional de Grand Teton, em Wyoming, de acordo com a família.

Inesperadamente, Brian Laundrie voltou para casa no dia 1 de setembro, dez dias antes da família da jovem a dar como desaparecida, contratou um advogado e, juntamente com a família, recusou-se a falar com os investigadores. A carrinha onde o casal viajava regressou com o namorado e já foi apreendida pelas autoridades, para ser analisada.

PUB

De acordo com a CNN, a família Petito apelou, separadamente, a Brian e à sua família por informações que possam ajudar as autoridades a encontrar a jovem.

"Acreditamos que vocês [pais de Brian] saibam onde o Brian deixou a Gabby. Pedimos que nos digam. Como pais, como podem deixar-nos passar por esta dor e não nos ajudar?", começaram por questionar. "Por favor, se vocês ainda tiverem alguma decência, digam-nos onde está a Gabby. Digam-nos se estamos mesmo a procurar no local certo", pediram os pais da jovem de 22 anos, numa carta aberta dirigida aos pais de Laundrie.

A investigação está nas mãos da polícia de North Port, em conjunto com o FBI, que revelou, na quarta-feira, que Brian foi oficialmente considerado uma "pessoa de interesse" no caso.

"Partilhamos a frustração com o Mundo", disse o chefe da polícia de North Port, Todd Garrison, esta quinta-feira. "Duas pessoas viajaram, só uma voltou e a que voltou não nos dá nenhuma informação sobre o que aconteceu", rematou.

Segundo um comunicado divulgado pelo advogado da família, nem Brian nem os seus familiares vão fazer "mais comentários". Steven Bertolino afirmou, ainda, que o jovem está apenas "a exercer os seus direitos constitucionais" e, por isso, não vai falar.

Casal teve discussão durante a viagem


No dia 12 de agosto, a polícia de Utah respondeu a uma denúncia de violência doméstica que envolveu Petito e Laundrie.

De acordo com as autoridades, na altura o casal estava com uma testemunha, que assistiu a confrontos físicos após a discussão. A chorar, a jovem de 22 anos admitiu ter problemas de saúde mental e foi por isso que tentou agredir o namorado.

No entanto, "tanto um como o outro disseram que estavam apaixonados e prestes a casar e que não queriam que nenhum deles fosse acusado de um crime", escreveu o polícia Daniel Robbins no relatório. Por sugestão dos polícias que estavam no local, o casal separou-se durante a noite, mas Gabby estava "confusa e emocional".

"Depois de avaliar as circunstâncias, não acredito que a situação escalasse para o nível de violência doméstica ou de uma crise de saúde mental", afirmou Daniel Robbins. Por isso, o polícia decidiu que nenhuma acusação seria feita.

As buscas por Gabby Petitio estão centradas no Parque Nacional Grand Teton, no Wyoming, o último local onde se crê que a jovem esteve.

Foi, ainda, criada uma página na plataforma GoFundMe para ajudar a família nas buscas e para pagar aos investigadores e as despesas das viagens. Até agora, a família já conseguiu angariar mais de 20 mil euros.

O caso está a levantar uma grande atenção mediática nos Estados Unidos da América pelos seus contornos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG