Estado Islâmico

França planeia bombardear Estado Islâmico na Síria

França planeia bombardear Estado Islâmico na Síria

O presidente francês, François Hollande, anunciou esta segunda-feira que deu instruções às Forças Armadas do seu país para realizarem voos de reconhecimentos para lançar eventuais ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria.

"Foi decidido que a partir de amanhã haverá voos de reconhecimento, em colaboração com a coligação internacional, e no seguimento dessa informação que vamos recolher estaremos prontos para bombardear", disse Hollande, que até agora se tinha oposto a bombardeamentos em território sírio, apesar de participar na coligação internacional que combate os terroristas do Estado Islâmico.

Numa conferência de imprensa que se realizou esta segunda-feira no Palácio do Eliseu, Hollande descartou uma intervenção militar terrestre na Síria, considerando-a "inconsequente" e "irrealista".

"Irrealista porque seríamos os únicos, e inconsequente porque seria transformar uma operação numa força de ocupação", vincou o chefe de Estado francês.

Nas respostas às perguntas dos jornalistas, Hollande insistiu que Bashar Al-Assad deverá deixar o poder durante a transição: "Não se deve fazer nada que possa consolidar ou manter o poder de Bashar", sublinhou.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG