Exclusivo

Fraude eleitoral e líder ucraniano, as pedras no sapato de Viktor Orbán

Fraude eleitoral e líder ucraniano, as pedras no sapato de Viktor Orbán

Novecentos analistas foram enviados para monitorizar eleições na Hungria. Segundo os primeiros resultados, primeiro-ministro deve continuar no poder.

"O sr. Zelensky não vai votar hoje". Foi assim que Viktor Orbán respondeu aos jornalistas, após exercer o seu direito de voto nas eleições legislativas da Hungria, que decorreram este domingo e garantiram-lhe uma vitória confiante, segundo os resultados ao início da noite.

O primeiro-ministro húngaro e líder do partido de extrema-direita Fidesz não se apoquentou com as palavras duras do presidente ucraniano, horas antes da abertura das urnas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG