Animais

Freya: a morsa que conquista barcos e corações na Noruega

Freya: a morsa que conquista barcos e corações na Noruega

Uma jovem morsa fêmea tem despertado curiosidade nos corações dos noruegueses. O mamífero marinho, que foi apelidado de Freya, a deusa do amor e da beleza, pesa 600 quilos e encontra-se a residir no fiorde de Oslo, uma baía a sul do país.

A morsa já foi avistada no Reino Unido, Países Baixos, Dinamarca e Suécia e optou agora por passar parte do verão na Noruega, onde ganhou uma maior notoriedade por subir para barcos em Kragero, uma vila costeira a sul. Tem sido avistada desde 17 de julho.

A presença do mamífero, que vive normalmente nas latitudes mais a norte do Ártico, despertou a curiosidade entre os habitantes e na imprensa local. Freya já foi filmada a perseguir um pato e a atacar um cisne, mas encontra-se na maioria das vezes a dormir nos barcos. Estes mamíferos dormem até 20 horas por dia.

PUB

"É uma pena os danos materiais, mas é assim quando se tem animais selvagens", disse Rolf Harald Jensen, um oficial de pesca a uma televisão local.

As autoridades norueguesas consideraram abater ou relocalizar o animal, mas concluíram que Freya não apresentava um perigo público, pelo que foi decidido deixar o animal em paz. "Ela está bem, a alimentar-se, a descansar e parece estar em bom estado", disse a Direção das Pescas da Noruega, acrescentando que, mesmo não sendo um perigo para a população, as pessoas têm de manter a distância. A polícia também aconselha a população a não nadar nem fazer caiaque perto de Freya.

"[Ela] não é necessariamente tão lenta e desajeitada como se poderia pensar quando está a descansar", disse um oficial. "Uma morsa não é normalmente um perigo para os humanos, desde que se mantenha uma distância segura. Mas se for perturbada pelos humanos e não conseguir o sono de que necessita, pode sentir-se ameaçada e atacar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG