Mundo

"Fumar mata mais pessoas do que Obama"

"Fumar mata mais pessoas do que Obama"

"Fumar mata mais pessoas do que Obama". A frase ilustra um cartaz, exposto numa paragem de autocarros em Moscovo, Rússia, que está a gerar polémica.

"Repugnante e embaraçoso", classificou o único deputado democrata no parlamento russo, Dmitry Gudkov, que fotografou o cartaz e partilhou-o no Facebook.

O post do deputado russo obteve uma extensa cobertura por parte dos media russos e recebeu centenas de comentários, alguns deles negativos.

"Fumar mata mais pessoas que o Obama, apesar de ele matar muitas pessoas" é a frase principal do cartaz ilustrado pelo presidente norte-americano a fumar um cigarro. "Não fumes, não sejas como o Obama", lê-se ainda.

A Câmara de Moscovo ainda não comentou a situação, mas esta não é a primeira vez que a Rússia é palco de atos anti-Obama. Recentemente, foram publicados no Youtube dois vídeos. Um deles, intitulado "Stop Obama", mostra vários estudantes russos a cair no chão, como se tivessem sido mortos, enquanto uma rapariga exibe um cartaz com a frase o "presidente dos Estados Unidos mata 875 pessoas todas as semanas."

O segundo vídeo apela às Nações Unidas para que Obama seja responsabilizado pela morte de milhares de pessoas. Foi publicado um dia antes do cartaz agora exibido em Moscovo.

Outras Notícias