EUA

Furacão Nicholas atinge a costa do Texas

Furacão Nicholas atinge a costa do Texas

O furacão Nicholas atingiu esta terça-feira a costa do Texas, no sul dos Estados Unidos, com ventos de até 120 quilómetros, segundo o Centro Nacional de Furacões, que alertou para fortes chuvas e risco de inundações.

O furacão Nicholas chegou à parte leste da península de Matagorda, cerca de 17 quilómetros a oeste de Sargent Beach, no Texas, com ventos máximos de 120 quilómetros por hora, de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC), em Miami.

A tempestade estava a mover-se para norte-nordeste a 17 quilómetros por hora e o centro do Nicholas deverá deslocar-se lentamente sobre o sudeste do Texas esta terça-feira e sobre o sudoeste do Louisiana na quarta-feira.

Quase todo o litoral do Estado do Texas está sob alerta de tempestade tropical, que incluiu potenciais inundações repentinas e inundações urbanas.

O governador do Texas, Greg Abbott, disse que as autoridades colocaram equipas de resgate e recursos na área de Houston e ao longo da costa.

Em Houston, as autoridades temem que a chuva forte possa inundar as ruas e inundar as casas. As autoridades deslocaram veículos de resgate em águas por toda a cidade e ergueram barricadas em mais de 40 locais que tendem a inundar, disse o autarca da cidade, Sylvester Turner.

PUB

"Esta cidade é muito resiliente. Nós sabemos o que precisamos fazer. Sabemos como é a preparação ", disse Turner, referindo-se a quatro grandes inundações que atingiram a área de Houston nos últimos anos, incluindo danos devastadores do furacão Harvey.

Vários distritos ao longo da Costa do Golfo do Texas cancelaram as aulas.

A ameaça também encerrou vários locais de teste e vacinação contra o novo coronavírus nas áreas de Houston e Corpus Christi e forçou o cancelamento de um concerto do cantor Harry Styles agendado para segunda-feira à noite em Houston.

Um ou dois tornados podem ocorrer ao longo da costa superior do Texas e sudoeste do Louisiana, de acordo com o serviço de meteorologia.

A preocupação com o Nicholas será a lentidão com que se move. As tempestades estão a mover-se mais lentamente nas últimas décadas e o furacão pode ficar preso entre dois outros sistemas climáticos, disse o investigador de furacões Jim Kossin do The Climate Service.

O governador do Louisiana, John Bel Edwards, declarou estado de emergência na noite de domingo, antes da chegada da tempestade, pois ainda está a se recuperar do furacão Ida e do furacão Laura do ano passado.

Em 2017, o devastador furacão Harvey, de categoria 4, fez mais de 30 mortos no sudeste do Texas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG