Mundo

Futuro rei promete dedicar "todas as forças" a servir Espanha e espanhóis

Futuro rei promete dedicar "todas as forças" a servir Espanha e espanhóis

Felipe de Borbón, futuro rei de Espanha, comprometeu-se hoje a dedicar "todas as forças" a trabalhar com "esperança e apaixonadamente para servir os espanhóis" e a sua "querida Espanha", uma comunidade "unida e diversa".

Felipe de Borbón falava em Leyre, Navarra, na entrega do Prémio Príncipe de Viana da Cultura ao historiado Tarsicio de Azcona, onde compareceu com a futura rainha, Letizia, e onde proferiu o seu primeiro discurso desde o anúncio da abdicação do seu pai, Juan Carlos.

"Vou respeitar o procedimento parlamentar iniciado e vou limitar-me a reiterar publicamente o meu empenho e convicção de dedicar todas as minhas forças, com esperança, para continuar apaixonadamente a fascinante tarefa de continuar a servir os espanhóis, a nossa querida Espanha", disse.

"Uma nação, uma comunidade social e política, unida e diversa, com as suas raízes numa história milenar", afirmou.

Comentando a decisão de abdicação anunciada na segunda-feira pelo pai, Juan Carlos, Felipe de Borbón disse que as circunstâncias levam a que as suas primeiras palavras sejam proferidas em Navarra, "um dos solares originários da pátria espanhola".

A presença do casal na cerimónia suscitou uma atenção mediática sem precedentes para esta cerimónia - na 25ª edição do prémio mais importante da região espanhola de Navarra - com mais de 150 jornalistas acreditados para a cobertura do evento.

"Em períodos de dificuldades como os que atravessamos, a experiência de tempos passados ensina que só unindo os nossos afãs, antepondo o bem comum aos interesses particulares e impulsionando a iniciativa, a investigação, a criatividade de cada pessoas podemos avançar para cenários melhores", afirmou o futuro chefe de Estado.

Referindo que este dia "tem um significado especial", o ainda príncipe Felipe disse que o ato de entrega do prémio permite "ressaltar o valor da cultura como ativo essencial da sociedade e como motor do progresso".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG