02.02.2017

Fronteiras

As imagens do muro que divide os EUA e o México desde 1994

As imagens do muro que divide os EUA e o México desde 1994

O que Donald Trump propõe desde que o seu nome surgiu como candidato às eleições norte-americanas é o alargamento, a toda a fronteira dos EUA e do México, de um muro fronteiriço que já existe em parte dela.

Atualmente, o muro que divide o território norte-americano do mexicano - separados por 3200 quilómetros - tem uma extensão de cerca de 1100 quilómetros. Ou seja, um terço da fronteira já está dividida.

O muro fronteiriço que divide parte dos EUA de parte do México começou a ser construído em 1994, pelo governo de Bill Clinton, com o objetivo de travar a entrada de imigrantes ilegais em território norte-americano, ao abrigo de um programa conhecido como "Operation Gatekeeper" (Operação Guardião, em português).

A separação física - composta por barras de betão, ferro e placas de metal - começa na praia de Tijuana (México), na fronteira de San Diego (EUA), e continua atravessando as cidades de Tecate e Mexicali. Uma outra secção do muro foi erguida sobre as montanhas dos estados norte-americanos da Califórnia, do Arizona e do Novo México.

Em partes da fronteira, há um muro virtual vigiado por câmaras sensores térmicos, carros e helicópteros e mais de 20 mil agentes fronteiriços, segundo dados do Centro Norte-americano de Estudos Transfronteiriços.

Numa última secção, o muro é natural e o mais fácil de vigiar, se tivermos em conta os rios e desertos de Sonora e Chihuahua, onde as temperaturas podem chegar aos 50 graus, e onde milhares de migrantes morreram nos últimos 20 anos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG