Tragédia

Galiza de luto. Três jovens de 17 anos morrem em violento acidente

Galiza de luto. Três jovens de 17 anos morrem em violento acidente

Três jovens de 17 anos, duas raparigas e um rapaz, morreram, na quarta-feira à noite, na sequência de um violento despiste em Vigo. No carro viajavam mais dois jovens que sofreram ferimentos.

O excesso de velocidade é apontado como a principal causa para o aparatoso acidente que matou três jovens, em Teis, Vigo, na quarta-feira. A pouca experiência do condutor, um dos sobreviventes, de apenas 18 anos, também poderá ter contribuído para a tragédia que está a pintar de luto aquela comunidade galega.

Segundo escreve o jornal "Faro de Vigo", os testes de álcool e de drogas feitos ao condutor apresentaram valores negativos. As autoridades estão agora a tentar compreender se todos os passageiros estavam a usar cinto de segurança no momento do acidente.

As vítimas mortais, revela o jornal galego "La Voz de Galicia", são Bieito L.R., Sara C.V. e Sofía P.H.. Os jovens estavam a caminho do centro do Vigo onde pretendiam assistir à final da Liga Europa. O condutor, de 18 anos, que tinha a carta de condução há pouco mais de um mês, ficou gravemente ferido e está internado no hospital Álvaro Cunqueiro. O outro sobrevivente, um jovem de 17 anos, que seguia no lugar do passageiro, também sofreu ferimentos e está a receber assistência médica no Hospital Fátima, mas deve receber alta médica nos próximos dias.

Às 21.50 horas locais, o veículo, um Peugeot 206, saiu da estrada numa curva e embateu violentamente contra os pilares de uma ponte. Uma das jovens que morreu foi projetada na sequência do acidente e as outras duas vítimas mortais ficaram no interior da viatura.

Os primeiros indícios apontam para a possibilidade de o jovem condutor ter perdido o controlo do carro, tendo os três jovens morrido na sequência do violento embate contra os pilares da ponte.

Uma comunidade em luto

PUB

O município de Redondela, onde vivem menos de 30 mil pessoas, está em choque e na sequência da tragédia foram decretados dois dias de luto. Os cinco jovens eram estudantes numa escola local e estavam envolvidos em várias atividades da comunidade.

Sofía, uma das vítimas mortais, preparava-se para estudar Comunicação Audiovisual, em Madrid e jogava futsal numa equipa de Pontevedra. O rapaz que também morreu era um dos atletas da equipa de futebol Nespereira. Sara, que fazia 18 anos no próximo domingo, destacava-se pelas boas notas alcançadas na escola.

"Eram alunos estupendos, bons estudantes e excelentes pessoas", disse, citado pelo "Faro de Vigo", José Sánchez, do Instituto Mendiño, onde três dos alunos estudavam. As aulas foram suspensas esta quinta-feira e a escola não deve abrir mais esta semana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG