Espanha

Galiza decreta três dias de luto pelos pescadores mortos

Galiza decreta três dias de luto pelos pescadores mortos

O Governo regional da Galiza decretou, esta quarta-feira, três dias de luto oficial pelo naufrágio do barco de pesca Villa de Pitanxo na terça-feira nas águas da Terra Nova, registando-se até agora três sobreviventes, 10 mortos e 11 desaparecidos.

O presidente daquela região autónoma espanhola que faz fronteira com o norte de Portugal, Alberto Núñez Feijóo, fez o anúncio do luto oficial decidido, numa altura em que a região "chora os seus filhos", não apenas os falecidos, mas também os desaparecidos e as suas famílias, a quem assegurou a sua "intensa solidariedade" e "todo o tipo de ajudas".

Alberto Núñez Feijóo dirigiu-se a todos os afetados para lhes dizer, em nome do povo galego: "Não estão e não ficarão sem proteção nestes dias de profunda preocupação", garantindo que as instituições estão com eles.

PUB

A declaração teve lugar após o minuto de silêncio pelas vítimas do naufrágio que Núñez Feijóo e vários ministros do governo galego, juntamente com trabalhadores do executivo regional, realizaram esta quarta-feira de manhã diante da sede do governo regional.

Após esta cerimónia, o presidente galego deslocou-se a Marín (Pontevedra) onde se reuniu com as autoridades locais e representantes do armador do navio pesqueiro galego Villa de Pitanxo, que naufragou na madrugada de terça-feira na zona dos Grandes Bancos da Terranova (Canadá) com 24 tripulantes a bordo.

Até agora, três marinheiros foram resgatados com vida e os corpos de outros dez foram recuperados, enquanto os restantes continuam desaparecidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG