Guerra na Ucrânia

Governador de Kursk diz que aeroporto foi atingido por drone de Kiev

Governador de Kursk diz que aeroporto foi atingido por drone de Kiev

O governador da região russa de Kursk afirmou hoje que um ataque com um 'drone' provocou hoje um incêndio num aeroporto da província que faz fronteira com a Ucrânia.

O incêndio ocorre um dia depois de autoridades locais russas terem acusado Kiev de ataques com aparelhos não tripulados (drones) contra duas bases da Força Aérea da Rússia.

"Na sequência do ataque com um drone, um reservatório de combustível do aeroporto em Kursk foi atingido. As chamas foram controladas. Todos os serviços de emergência encontram-se no local", disse Romam Statovoy, governador da região russa, numa mensagem difundida pelo Telegram.

PUB

As autoridades ucranianas não confirmaram eventuais responsabilidades em relação aos ataques que, a confirmarem-se, são operações sem precedentes no quadro da guerra que se prolonga desde fevereiro.

O Ministério da Defesa não se referiu à responsabilidade dos ataques com drones, apesar de fontes não oficiais russas responsabilizarem as forças da Ucrânia pelo lançamento dos aparelhos.

Anteriormente, o Ministério da Defesa da Rússia dizia que dois drones ucranianos foram derrubados em território russo.

Os ataques contra os aeródromos na segunda-feira fizeram, de acordo com autoridades locais, três mortos e quatro feridos.

Os ataques de segunda-feira atingiram a base de Engels, região russa de Saratov e a unidade militar de Dyagilevo, na região de Rayzan onde se encontram os aparelhos estratégicos usados na campanha contra a Ucrânia.

Na base de Engels, localizada a 600 quilómetros a leste da fronteira da Ucrânia, encontram-se os bombardeiros nucleares Tu-95 e Tu-160 que têm sido usados nos ataques contra território ucraniano.

A base de Dyagilevo, onde se encontram os aviões de reabastecimento, fica a cerca de 500 quilómetros a nordeste da fronteira ucraniana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG