Brexit

Governo britânico diz que houve "divergências importantes" na primeira ronda de negociações com a UE

Governo britânico diz que houve "divergências importantes" na primeira ronda de negociações com a UE

O Governo do Reino Unido deu esta quinta-feira conta de "divergências importantes" na primeira ronda de negociações sobre a futura relação com a União Europeia e disse esperar "negociações duras" para chegar a acordo até ao final do ano.

"Estas vão ser negociações duras", afirmou um porta-voz do executivo britânico num comunicado.

Em algumas áreas, como as pescas, a governação, a justiça criminal e o chamado "level playing-field (condições de concorrência equitativas), "há, como se previa, divergências importantes", acrescentou.

A avaliação de Londres vai ao encontro da que foi feita pouco antes pelo negociador-chefe do lado europeu, Michel Barnier, para quem a ronda expôs "muitas divergências, e divergências sérias".

Michel Barnier, que falava em conferência de imprensa na sede da Comissão Europeia, destacou entre os pontos de divergência sérios a questão das condições de concorrência equitativas -- o chamado "level playing-field" -, a cooperação judicial e policial em matéria penal e o facto de o Reino Unido querer negociar separadamente um acordo de pescas.

A primeira ronda de negociações entre UE e Reino Unido sobre a futura parceria no quadro do pós-'Brexit' decorreu entre segunda-feira e esta quinta-feira em Bruxelas.

Um acordo deve ser fechado até 31 de dezembro, dado que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recusa prolongar o período de transição.

A próxima ronda de negociações realiza-se a 18 de março em Londres.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG