Economia

Governo assegura cuidados de saúde para turistas britânicos em Portugal

Governo assegura cuidados de saúde para turistas britânicos em Portugal

A secretária de Estado do Turismo admitiu continuar a assegurar cuidados de saúde aos cidadãos britânicos, de forma a "mitigar" o impacto do Brexit em Portugal.

É para minimizar os eventuais efeitos negativos do Brexit no turismo em Portugal, visitado por mais de dois milhões de britânicos todos os anos, que o Governo tem em curso estratégias para encorajar os "turistas a continuar a visitar o país", disse a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, em declarações jornal britânico "The Guardian".

Entre as medidas em estudo, a governante destacou a prorrogação dos benefícios do Cartão Europeu de Seguro de Doença (Ehic), que permite obter cuidados de saúde em todos os países da União Europeia, mediante o pagamento de uma taxa moderadora. "Estamos a tentar garantir essa cobertura de saúde no próximo ano. Atualmente, estamos a analisar a frequência com que é usado e se está a causar um impacto positivo. Estamos numa altura de testar essa e outras ideias", disse a governante.

"Portugal e o Reino Unido formam uma das mais antigas alianças do mundo. Nesse sentido, aconteça o que acontecer nas negociações pós-Brexit, nós vamos continuar ao lado dos ingleses. O turista britânico é muito importante para nós", revelou a secretária de Estado, acrescentando que, em Portugal, os benefícios do Cartão Europeu se mantiveram depois da data de saída do Reino Unido da UE, a 31 de janeiro.

"Brelcome"

No âmbito de um plano para minimizar o impacto económico da saída do Reino Unido da União Europeia, o Turismo de Portugal lançou, em 2019, a campanha "Brelcome", recorrendo a um trocadilho entre as palavras "Brexit" e "Welcom" ("bem-vindos"). Além de uma linha de atendimento online e de uma área informativa no portal VisitPortugal, os turistas vão ter acesso a facilidades como isenção de vistos, corredores próprios nos aeroportos e reconhecimento das cartas de condução.

O objetivo é "tentar sossegar os britânicos, dizendo que Portugal continua cá, independentemente do que se passar, de braços abertos", disse a secretária de Estado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG