Exclusivo

Governo, jornalistas e ativistas identificam autores de massacres em Bucha, Irpin e Hostomel

Governo, jornalistas e ativistas identificam autores de massacres em Bucha, Irpin e Hostomel

O governo ucraniano, ativistas e jornalistas estão a conseguir identificar as unidades e vários militares destacados em Bucha, Irpin e Hostomel, zonas onde terão ocorrido crimes de guerra. Os serviços secretos alemães terão informações que confirmam a morte deliberada de civis.

Um grupo de jornalistas ucranianos, membro da Rede Global de Jornalismo de Investigação, garante que já identificou vários militares suspeitos de disparar sobre civis em Bucha. Alguns já terão admitido os atos.

O grupo utilizou várias ferramentas, como as redes sociais, para concluir que os militares em causa serão da 155.ª Brigada, oriunda de Vladivostok, no leste da Rússia. Segundo o site noticioso "slidstvo.info", o governo ucraniano acredita que os militares desta unidade terão cometido crimes de genocídio em Bucha, Irpin e Hostomel. Mas não serão os únicos a ser investigados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG