Mundo

Gravavam agressões a sem abrigo por mulheres quase nuas para vender na Internet

Gravavam agressões a sem abrigo por mulheres quase nuas para vender na Internet

Uma empresa de vídeo pagou 50 dólares (35 euros) a homens sem abrigo para serem filmados enquanto eram esmurrados, pontapeados e chicoteados por mulheres quase nuas, conforme queixa apresentada num tribunal do Estado da Florida.

Os advogados de dois homens sem abrigo mencionaram um sítio na Internet onde se vendiam vídeos dos chamados "derrotados", a partir de 2,99 dólares (pouco mais do que dois euros), para uma sessão de boxe de dois minutos, até 33,99 dólares, (cerca de 23,5 euros) para uma gravação de 33 minutos de duas mulheres a agredir um homem.

A queixa sustenta que as agressões violam a lei estatal dos crimes de ódio, que protege especificamente os sem abrigo, e que os produtores estão a explorar a pobreza dos sem abrigo para quem qualquer dinheiro é difícil de ganhar.

"Que tipo de sociedade permite que isto aconteça?", questionou Neil Chonin, um dos advogados dos sem abrigo.